Região de São Miguel dos Campos terá BR-101 duplicada
Candidato ao Senado alagoano Maurício Quintella

O trajeto Pilar/São Miguel dos Campos/Teotônio Vilela está com as obras de duplicação a todo vapor. O aperfeiçoamento dos lotes 4 e 5 da BR-101 está gerando atualmente quase cem empregos diretos. Além das melhorias na rodovia, estão sendo construídos acessos e uma ponte.

Maurício Quintella explicou que o trecho tem 78 km e não estava contratado, porque a empresa rescindiu o contrato. “Como ministro tive que equacionar problemas jurídicos, licitar a obra e contratar serviços. Foi um esforço enorme, mas valeu a pena. Estamos investindo R$ 420 milhões e ainda esse ano vamos concluir 40 km”, disse o candidato a Senador.

Durante sua gestão como ministro dos Transportes, Quintella retomou a duplicação da parte Alagoana da BR-101. Ele disse que o investimento nas obras representa R$ 720 milhões. Trechos abandonados, empresas sem receber, demissões e acidentes, eram o retrato da situação. Mais da metade dos 249 km não estavam duplicados.

“Com muito esforço, asseguramos o Orçamento que nos possibilitou retomarmos os três lotes restantes”, explica o candidato ao Senado alagoano. “Hoje temos 156 km duplicados e um quadro completamente diferente. E até ao final de 2018, vamos avançar com as obras, pois já temos colocados R$ 162,5 milhões no Orçamento”.

Obras qualificam infraestrutura alagoana

Um total de 156 km foram duplicados, o equivalente a 65% da extensão alagoana. Seis lotes da rodovia foram executados e qualificaram a vida da população do Alagoas. As melhorias na pista aumentam a segurança de quem trafega, impulsiona o turismo regional – integrando estados vizinhos – e promove o desenvolvimento econômico.

O trecho que liga Maceió a Recife está praticamente todo duplicado, restando alguns detalhes como os 11 km da área indígena Wassu Cocal. “No trecho de Rio Largo a Joaquim Gomes, já temos 46 km prontos. Com isso interligaremos em via duplicada Maceió a Recife, João Pessoa e Natal”, esclarece Quintella. “Restará apenas o trecho de 11 km em área indígena que já estamos abrimos diálogo com os índios e investindo R$ 4,5 milhões com ações e obras compensatórias”.

A BR-101 Sul corta várias regiões alagoanas. A rodovia atravessa a Zona da Mata, Litoral Sul, Agreste e o Baixo São Francisco, e acaba em Porto Real do Colégio. Uma nova ponte foi construída para fazer a travessia até Sergipe. As obras de construção das cabeceiras devem ser iniciadas ainda em 2018.

Seguindo o trecho rumo ao São Francisco, em paralelo ao Litoral Sul de Alagoas, estão Jequiá da Praia, Teotônio Vilela, Junqueiro e São Sebastião, que em grande parte receberam a duplicação e a construção de passarelas. Os acessos foram melhorados, o número de empreendimentos comerciais aumentou e a geração de empregos para a população cresceu. As prefeituras também foram beneficiadas com a arrecadação dos impostos sobre serviços nas obras.

As ações direcionadas por Quintella beneficiaram os pequenos produtores. Eles receberam máquinas e equipamentos agrícolas – trator, tanque e roçadeira – para melhorar a produção e qualificar o trabalho. O candidato a Senador garantiu também recursos para a área da saúde. Foram destinadas verbas para postos, hospitais e clínicas odontológicas.

Cadastre-se aqui 

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu